Textos sobre a Abolição da Escravatura no Brasil

Textos sobre a a abolição da escravatura no Brasil
13 de Maio de 1.888
Abolição da Escravatura
Em 13 de maio de 1.888, cerca de 15 horas da tarde, no Paço da
Liberdade, a Princesa Imperial Regente D. Isabel, utilizou uma caneta de ouro e
pedras preciosas, oferecida pelos abolicionistas e assinou a Lei Áurea, pela qual
ficava abolida a escravidão no Brasil.
A luta pela abolição foi longa e nela se empenharam as grandes
inteligências do país, a parcela consciente da sociedade.
Todos os movimentos revolucionários, como a Conjuração Mineira e a
Conjuração Baiana propunham medidas para substituir o braço escravo pelo
trabalho livre.
Mas a estrutura agrária brasileira, com a monocultura (do açúcar e depois
do café) procurava intensificar o tráfico escravo que lhe garantia a mão-de-obra
barata.
A produção do açúcar, no Brasil, estava crescendo e atrapalhando os
negócios dos ingleses que tinham extensas plantações de cana nas Antilhas.
Então, estes últimos, começaram a exigir que acabasse o tráfico negreiro, não
por razões humanitárias, mas por razões de interesses econômicos.
Em 1.831, foi promulgada uma lei que declarava livres os negros que
entrassem no Brasil a partir daquela data. Esta lei nunca foi obedecida.
Em 1.850, foi proibido definitivamente o tráfico. Mas, também, inutilmente.
Em 28 de setembro de 1.871, aprovou-se uma lei que declarava livre os
filhos dos escravos nascidos daquela data em diante. Foi chamada Lei do Ven-
tre Livre e também foi sancionada pela Princesa lsabel( pois o Imperador, seu
pai, estava na Europa).
Em 28 de setembro de 1.885 surgiu a Lei dos Sexagenários, que declarava
a liberdade dos escravos com mais de 60 anos.
Mas as crianças, livres por força da lei, tinham que ficar com as mães que
eram escravas. E os velhos, com mais de 60 anos, o que podiam fazer com sua
liberdade, eles que tinham passado a vida no cativeiro?
Abolicionistas ilustres como Luís da Gama, José do Patrocínio, Joaquim
Nabuco, Castro Alves e centenas de outros brasileiros, percebiam que só uma
lei definitiva, como a Lei Áurea, poderia terminar com a escravidão e dar
liberdade a mais de 700.000 escravos negros que trabalhavam na agricultura,
sem falar naqueles que prestavam outro tipo de serviços.

Textos sobre a a abolição da escravatura no Brasil

Textosobre a a abolição da escravatura no Brasil


13 de Maio – Dia da Libertação dos Escravos

A história de Ibiá

 

Ibiá era uma menina negra que vivia com sua família, em um lugar bem distante daqui, lá na África.

Um dia, os homens brancos invadiram a cabana onde Ibiá e sua família viviam. Muitos morreram, outros foram presos e vendidos como escravos. Ibiá viajou muitos dias de navio até chegar ao Brasil. Viu muitos negros morrerem de fome, doenças contagiosas e de febre.
Quando o navio aportou, Ibiá foi levada para uma feira e vendida para um homem alto, de bigodes compridos.
Na nova casa, Ibiá era escrava. Trabalhava sem direitoa nada. À noite ia dormir na senzala, junto com os outros negros.
Ibiá viveu muitos anos. Viu seus amigos serem mortos,castigados e feridos porque desobedeciam os brancos.
A vida passou depressa e com ela o sonho de Liberdade.
No dia 13 de maio de 1888, uma princesa chamada Isabel, assinou a Lei Áurea.
Começou assim, um novo tempo.
O primeiro raio de liberdade raiou para os negros escravos.

Texto "A História de Ibiá "

Texto com desenho “A História de Ibiá “